Bio Caldo - Quit Alimentos

Defesa agropecuária goiana é referência em todo território nacional

Defesa agropecuária goiana é referência em todo território nacional

Desenvolvido pelo Governo de Goiás, o trabalho de defesa agropecuária é uma referência em todo território nacional e tem despertado interesse até em países vizinhos. Prova disso é o volume de solicitações que a Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa) recebe, vindas de diversos estados brasileiros – com destaque para as regiões Norte e Nordeste do País –, para a cessão do Sistema de Defesa Agropecuária (Sidago), tecnologia desenvolvida para acompanhamento das ações sanitárias animais e vegetais.

Tecnologia repassada a outros estados

De terça a quinta-feira desta semana (06 a 8/10), uma comitiva da Agência de Defesa Agropecuária do Tocantins (Adapec) realizou treinamento na sede da Agrodefesa, em Goiânia, para aprimoramento no uso do sistema goiano, que passará a ser uma ferramenta de gestão do governo tocantinense.

"Nessa cessão do Sidago, feita via termo de cooperação técnica entre a Agrodefesa e a Adapec, passaremos a ter acesso a um sistema de defesa muito mais avançado, o que nos permitirá incrementar a defesa agropecuária do Tocantins", explica o vice-presidente da Adapec, Lenito Abreu.

Já a coordenadora do Programa de Certificação Fitossanitária de Origem da Agrodefesa, Fernanda Faganello, está no Nordeste brasileiro, onde conduz até esta sexta-feira (10 de novembro) treinamento do sistema junto à equipe técnica da área vegetal da Agência de Defesa Agropecuária do Maranhão, que também adotou o Sidago. O trabalho consiste em auxiliar a equipe maranhense em ponto de customização da plataforma, para atender às particularidades locais.

Referência

"Somos referência pelo trabalho de excelência que executamos em campo, na informação, orientação e fiscalização de toda a cadeia agropecuária, que é a grande alavanca econômica de Goiás", declara o presidente da Agrodefesa, José Ricardo Caixeta Ramos.

Conforme informa o gerente de Tecnologia da Agência, Carlos Howes, atualmente 14 estados brasileiros passaram pela transferência da tecnologia desenvolvida pelos técnicos da Agência; outros dois (Sergipe e Pará) já fizeram a solicitação para o uso; e São Paulo e Minas Gerais enviaram equipes a Goiânia com o objetivo de realizarem consultorias para aprimoramento de seus sistemas próprios. Técnicos do Suriname também já visitaram o órgão, interessados em compreender o funcionamento da tecnologia.

Sidago

O Sidago é 100% elaborado por técnicos da Agrodefesa e permite a toda cadeia da agropecuária fazer os registros legais e cabíveis da sua produção, comercialização e cuidados sanitários adotados com rebanhos e lavouras, de forma virtual e segura. Serve também como ferramenta de gestão para os técnicos da agência que, de posse de tais informações, conseguem mapear e traçar políticas de educação e fiscalização das normas e leis sanitárias vigentes.

Desde 2015 o Sistema de Defesa Agropecuário Goiano começou a atrair o interesse de demais entes da federação. No entanto, explica o gestor Carlos Howes, a partir de 2020 houve um crescente interesse por parte dos estados brasileiros no uso da tecnologia.

Serviço

Confira no vídeo abaixo como se inscrever no Sidago

Estão entre os estados que utilizam o sistema desenvolvido por Goiás estão o Amazonas, Acre, Alagoas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Piauí, Rondônia, Roraima, Paraíba, Rio Grande do Norte, Tocantins, além do Distrito Federal.

Emerson Tormann

Técnico Industrial em Elétrica e Eletrônica com especialização em Tecnologia da Informação e Comunicação. Editor chefe na Atualidade Política Comunicação e Marketing Digital Ltda. Jornalista e Diagramador - DRT 10580/DF. Sites: https://etormann.tk e https://atualidadepolitica.com.br

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem