Bio Caldo - Quit Alimentos

Governo, setor produtivo e Frente Parlamentar do Biodiesel discutem fortalecimento do biocombustível brasileiro

Aumento do percentual de adição de biodiesel ao diesel , também é um indutor da cadeia do milho. Foto: Dênio Simões/Agência Brasília
Aumento do percentual de adição de biodiesel ao diesel , também é um indutor da cadeia do milho. Foto: Dênio Simões/Agência Brasília

Os ministros da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Carlos Fávaro, e de Minas e Energia, Alexandre Silveira, se reuniram nesta quinta-feira (26) com representantes do setor produtivo de biodiesel e da Frente Parlamentar do Biodiesel para discutir o fortalecimento da cadeia produtiva do biocombustível no Brasil.

Na reunião, Fávaro reafirmou sua posição favorável ao aumento da mistura de biodiesel ao óleo diesel, que atualmente é de 12% (B12). O cronograma do governo prevê que a mistura seja elevada para B13 em 2024, B14 em 2025 e B15 em 2026.


“Além das questões de sustentabilidade, os biocombustíveis são combustíveis verdes, renováveis, que geram empregos e oportunidades de melhorias na vida das pessoas. É a grande solução brasileira que foi criada no governo do presidente Lula e que vai ser fortalecida com essa parceria”, destacou Fávaro.

O presidente da Frente Parlamentar do Biodiesel, deputado Alceu Moreira, afirmou que o foco do setor é estabelecer um programa que dê previsibilidade à indústria de biodiesel.

“Colocamos um projeto de lei que estabelece a política decenal para que o setor possa se planejar e definir estratégias para viabilizar o aumento da produção de biodiesel no Brasil. A proposta garante segurança jurídica e previsibilidade”, relatou Alceu Moreira que também destacou que a proposta prevê um sistema de rastreamento da qualidade do diesel vendido nas bombas.

A reunião foi acompanhada pelo secretário nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis do MME, Pietro Mendes; o chefe da Assessoria Parlamentar do MME, Raphael Ehlers; e o coordenador-geral de Açúcar e Etanol do Mapa, Cid Caldas.

O que significa o fortalecimento do biodiesel brasileiro?

O aumento da mistura de biodiesel ao óleo diesel é uma medida importante para o fortalecimento da cadeia produtiva do biocombustível no Brasil. Isso porque, além de reduzir a dependência do país de combustíveis fósseis, o biodiesel também contribui para a redução das emissões de gases de efeito estufa.

O aumento da mistura de biodiesel também representa uma oportunidade de crescimento para o setor produtivo, que gera empregos e renda no campo e na indústria.

O que está sendo feito para fortalecer o biodiesel brasileiro?

Além do aumento da mistura de biodiesel ao óleo diesel, o governo federal também está trabalhando para estabelecer uma política decenal para o setor. Essa política deverá garantir segurança jurídica e previsibilidade para a indústria de biodiesel, o que é fundamental para o seu crescimento.

O setor produtivo também está trabalhando para desenvolver novos produtos e tecnologias para o biodiesel, o que permitirá aumentar a competitividade do biocombustível no mercado internacional.

O que esperar para o futuro do biodiesel brasileiro?

O futuro do biodiesel brasileiro é promissor. O biocombustível é uma alternativa viável para a redução da dependência do país de combustíveis fósseis e para a mitigação das mudanças climáticas.

Com o apoio do governo federal e do setor produtivo, o biodiesel brasileiro tem potencial de se tornar um dos principais biocombustíveis do mundo.

Com informações do Ministério da Agricultura
Emerson Tormann

Técnico Industrial em Elétrica e Eletrônica com especialização em Tecnologia da Informação e Comunicação. Editor chefe na Atualidade Política Comunicação e Marketing Digital Ltda. Jornalista e Diagramador - DRT 10580/DF. Sites: https://etormann.tk e https://atualidadepolitica.com.br

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem